Vazio S/A
Novo Morar
21/09/2017

NovoMorar é uma plataforma que tem como objetivo oferecer alternativas para o modo como as pessoas se relacionam com suas moradias e com a cidade. Iniciativa do escritório de arquitetura Vazio S/A e da Total Engenharia, os projetos NovoMorar evitam a mesmice dos projetos imobiliários atuais por meio de prédios (e apartamentos) que priorizam o bem-estar de seus moradores, a sustentabilidade e a economia inteligente.

Saiba mais em Novomorar.com.br

No comments | categoria[s]: Notícias | tag[s]: ,
Compartilhar
Edifício BsAs
08/09/2017

Edifício Buenos Aires é o novo prédio do Vazio S/A!
Ele tem nove apartamentos de 1Q e 2Q, todos nove com terraços.
Mais informações no site www.novomorar.com.br

“Arquitetura para não arquitetos” é um seminário organizado pela plataforma de coworking Guaja.
De 23 de agosto a 15 de setembro, sempre às 19h30.
Hoje: mesa redonda com Fernando Maculan, Facundo Guerra, Ana Paula Baltazar e Carlos Teixeira (Vazio S/A).
Todos estão convidados!

Pode o palco de um teatro – um espaço sempre plano e aberto – ser compartimentado e  verticalizado? Spiral Booths é uma caixa de escada espiral por onde é possível chegar em seis micro-palcos dispostos em distintos patamares dessa escada. Montada numa galeria do Victoria & Albert Museum, a instalação foi a resposta do Vazio S/A a um desafio posto pelo curador do museu, Abraham Thomas: abrigar peças de teatro para até seis atores e patrocinar uma arquitetura capaz de propor outras maneiras de relacionar palco e plateia, atores e público.

+ info: Cabines Espirais

+ info: 100% Minas

A mostra 100% Minas já foi inaugurada no casarão da antiga RFFSA e permanece em cartaz até dia 17 de setembro. Com foco na mais recente produção de designers sediados em Minas Gerais, 100% Minas teve curadoria de Monica Boscarino. O evento acontece num antigo casarão onde funcionou a matriz da extinta Rede Ferroviária Federal S/A na Rua Sapucaí, região central marcada pela forte efervescência urbana, política e gastronômica de Belo Horizonte e que se tornou uma espécie de corredor cultural estabelecido de forma totalmente espontânea.

Mostra 100% Minas – Casa Cor 2017, até 17 de setembro
Rua Sapucaí 383, Floresta, Belo Horizonte

Expografia: Vazio S/A
Curadoria: Mônica Boscarino
Projeto Luminotécnico: Atiaia Design

100% Minas é uma exposição que busca apresentar a novíssima produção dos designers de móveis sediados em Minas Gerais. Projeto do Vazio S/A, a expografia da mostra busca referências em elementos comuns nas obras de construção civil: escoras e telas fachadeiras. Apesar de fazerem parte do processo de construção de qualquer edificação, tais componentes nunca permanecem e raramente são considerados elementos da arquitetura final.

As escoras de pinus servem para delimitar, ainda que sutilmente, a compartimentação e circulação pela sala. Dispostas em malha de 2×2 metros, elas sugerem possibilidades de circulação, estruturam o arranjo dos objetos e ao mesmo tempo exaltam os barrotes do teto, nos quais as escoras estão fixadas. Unindo as escoras como num labirinto translúcido, os planos formados pelas telas  definem as muitas ambiências da sala.

Mostra 100% Minas – Casa Cor 2017
Expografia: Vazio S/A
Curadoria: Mônica Boscarino
Projeto Luminotécnico: Atiaia Design

Poltrona Pop 10
17/07/2017

Poltrona Pop 10 = malha Pop 10×10 cm + compensado curvo 20mm. A poltrona é parte da 100% Minas, mostra de design de móveis paralela à Casa Cor 2017 que acontece a partir de 12 de agosto no casarão da RFFSA, em Belo Horizonte.
Ver também: Móveis Vazio S/A

“(…) Depois de indecisões e tentativas por outros caminhos, as caixas foram finalmente incorporadas na coreografia, compondo uma cenografia cambiante que era alterada pelos próprios bailarinos. Destruídas e jogadas para os lados, elas funcionaram como objetos móveis que mudavam a paisagem do teatro ao longo da peça. Também servindo como outros definidores de micro-espaços para o movimento dos bailarinos, o cenário começava quase como que uma cidade feita de cubos dispostos em uma matriz ortogonal. Pouco a pouco, eles eram demolidos por mergulhos rasantes e depois retirados até que o palco ficasse completamente vazio.”
In Carlos M Teixeira, Entre, Instituto Cidades Criativas/ICC; 2009; 380p.

Mais info: Transtorna

“A Romano Guerra Editora e Nhamerica Platform lançam a série Pensamento da América Latina no dia 6 de junho de 2017, terça-feira, às 19h, no Marieta (r. Maria Paula 96, São Paulo). Na ocasião ocorre mesa redonda com a presença dos autores e mediação de Fernando Lara, seguida de seção de autógrafos e bate-papo.

“Os três primeiros livros – Arquitetura e natureza, de Abilio Guerra; Ode ao vazio, de Carlos Teixeira (Vazio S/A); e Espaço de risco, de Otavio Leonidio – serão lançados no formato impresso e e-book, com as alternativas de idiomas em português e inglês.

“Nesse mês ainda ocorre os lançamentos nas cidades do Rio de Janeiro (PUC-Rio, 14 de junho) e Belo Horizonte (Livraria Quixote, 20 de junho).

Sobre os livros
“O primeiro livro da série “Pensamento da América Latina” – Arquitetura e natureza, de Abilio Guerra – traz coletânea de textos que apontam para uma marca de nascença da cultura moderna no Brasil. Está em questão a crença (que habita textos, narrativas e falas de 1920 a 1940) em um projeto alternativo de ação moderna – onde a cultura e a natureza ocupam papeis principais –, que devido sua eficácia discursiva se metamorfoseia em características reais da arquitetura moderna brasileira.

Ode ao vazio, segundo livro da série, traz textos de Carlos Teixeira escritos entre 1999 e 2015 e previamente publicados no Vitruvius, portal arquitetura no Brasil. Essa republicação não é uma simples coletânea, mas uma organização que define uma narrativa mais coerente e articulada a textos antes isolados, dando luz a temas simples – segregação social, fragmentação espacial, urbanismo rodoviarista – e inusitados – o capim, o vazio, o avesso, as palafitas.

“Terceiro volume da série, Espaço de risco reúne textos escritos por Otavio Leonidio a partir de 2005. Até agora dispersos, os textos tratam de três temas centrais: o pensamento e ação do grande ideólogo da arquitetura moderna brasileira – Lúcio Costa; a presença na produção contemporânea da arquitetura realizada no Brasil, representada pelas obras de Angelo Bucci, Christian de Portzamparc, Álvaro Siza e Lelé; e, finalmente, a complexa relação existente entre a arte e a arquitetura contemporâneas.

Sobre a série
“A Romano Guerra Editora (São Paulo, Brasil) e a Nhamerica Platform (Austin, Estados Unidos) apresentam a série Pensamento da América Latina, coordenada por Abilio Guerra, Fernando Luiz Lara e Silvana Romano Santos, que disponibiliza em plataforma online – em português, inglês e espanhol, os três idiomas mais utilizadas na América – textos sobre a cultura arquitetônica latino-americana.”

fonte: portal Vitruvius

Sala Hipostilo
23/05/2017

Novas fotos de visitantes perambulando pela Sala Hipostilo.
Ver também Sala Hipostilo.

(more…)

Escrito por Emily Waugh, professora da Universidade de Harvard, Experimenting Landscapes (Birkhauser, 2016) é um livro dedicado ao Festival International de Metis que apresenta 20 jardins em Quebec, entre eles nosso Dead Garden II.


A Ferrovia dos Mil Dias
Carlos M Teixeira

No início dos anos 70, os militares então no poder no Brasil fizeram um estudo preliminar para a construção de uma novíssima ligação ferroviária entre Belo Horizonte, Rio e São Paulo. Os resultados do estudo foram publicados com estardalhaço pela imprensa, recebendo então o nome de Ferrovia do Aço e o apelido de “Ferrovia dos Mil Dias” já que seu prazo de execução era este.

Num total de 834 quilômetros, seus padrões técnicos eram “de primeiro mundo”: via dupla, raios de curvas de alta velocidade, rampa máxima de 1% e eletrificação. A economia crescera a taxas superiores a 10% anuais no período 1968-1974 e imaginava-se que ela manter-se-ia num crescimento acima de 8% até 1980. A demanda de transporte de minério cresceria 29,5% ao ano de 1973 a 1976, e a perspectiva dessa evolução fez com que o presidente Ernesto Geisel temesse pelo estrangulamento da oferta de transporte de minério, o que ameaçaria o abastecimento das usinas siderúrgicas do sudeste do país e o cumprimento dos compromissos assumidos com a exportação dessa matéria-prima.

(more…)